domingo, 16 de novembro de 2008

Confessar? Mas ninguém tem nada a ver com minha vida...


" Enquanto eu me calei, envelheceram os meus ossos pelo meu bramido em todo o dia" 
Sl 32:3

Davi neste versículo revela seu alívio em ter confessado ao Senhor os seus pecados. Aquele que diz que nunca pecou é mentiroso, todos nós alguma vez na vida tropeçamos. A diferença entre uma pessoa que vive na prática do pecado e alguém que vive em santidade, é que o pecado na vida dele é um acidente, não é frequente e precisa causar profundo arrependimento.
Agora, todos nós temos uma dificuldade enorme em confessar nossos erros. Entretanto, confessar uma falha para Deus trás perdão e confessar para os homens, cura.
O inimigo usa o medo como estratégia para nos manter presos na prática do pecado. Davi enquanto se escondeu sentia seus osso envelhecendo, isso é causado pelo peso da culpa e do medo de ser descoberto. Nos esquecemos que não adianta se esconder de Deus porque Ele está em todo lugar. E quando confessamos a Deus, somos perdoados mas continuamos com o peso da culpa e do medo de ser descoberto, além de continuarmos no erro, porque Deus usa pessoas para ministrar a cura e o tratamento que livra do pecado. A sensação de que não precisamos de ninguém para orar por nós e para confessar nossos erros é uma estratégia do inimigo para que jamais sejamos tratados do pecado.
"Confessai as vossas culpas uns aos outros e orai uns pelos outros, para que sareis; a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos". Tg 5: 16

Nenhum comentário: